Movimentação de containers: como funciona esse processo logístico?

15 de abril de 2024 | Logística

A movimentação de containers é uma das modalidades mais importantes para a logística atualmente, permitindo que um grande volume de carga seja transportado e armazenado de forma segura e eficiente.

O container é um equipamento projetado justamente para proporcionar a movimentação e o acondicionamento de mercadorias em escala global, podendo ser transportado por diferentes modalidades, como nas vias aéreas, marítima ou terrestre.

Feito de metal, aço ou alumínio, os containers são uma peça especialmente importante no que diz respeito ao escoamento inteligente das cargas nos portos, onde sua presença é indispensável para o funcionamento fluido das operações portuárias.

A fim de aprofundar sua compreensão sobre a importância da movimentação de containers, continue explorando este artigo.

Aqui você encontrará informações detalhadas sobre os diversos aspectos desse processo logístico fundamental.

Quais são os tipos de movimentação feita com container?

A movimentação de containers ocorre em locais conhecidos como terminais portuários, que são instalações elaboradas para realizar atividades de carregamento e descarregamento de navios, além de fornecer armazenamento e administrar serviços associados às mercadorias contidas nos containers.

Em outras palavras, estes terminais possuem a função de recolher, manobrar e transferir containers entre navios, trens, caminhões, aviões e espaços para o armazenamento das cargas.

A seguir, vamos explorar os principais tipos de movimentação feita com containers em diferentes modais, destacando suas características e importância para a logística internacional.

  • Marítimo

A movimentação de containers por via marítima é uma das mais comuns e antigas. Os navios porta-containers são projetados para transportar uma grande quantidade de containers em suas docas, permitindo o transporte de cargas em longas distâncias pelo oceano.

Na logística marítima, a movimentação de containers se desdobra em dois principais tipos de transporte: a cabotagem e o transporte internacional.

A cabotagem refere-se ao transporte realizado dentro do território nacional, envolvendo a navegação costeira entre portos dentro de um mesmo país. Esse tipo de transporte é particularmente relevante em países com extensas áreas litorâneas, como o Brasil.

Por outro lado, o transporte internacional de containers diz respeito às operações de exportação e importação, envolvendo o movimento de cargas entre diferentes países.

Nesse caso, os containers atravessam fronteiras internacionais, percorrendo rotas marítimas programadas para chegar aos destinos finais. Esse tipo de transporte possibilita o comércio global, facilitando o intercâmbio de mercadorias entre países e continentes.

  • Aéreo

Embora menos comum devido ao alto custo, a movimentação de containers por via aérea é usada para o transporte de carga de alto valor ou urgente.

Nesse modal, os containers são carregados em aeronaves de carga ou em aviões adaptados para o transporte de cargas volumosas.

Os containers aéreos possuem uma maior variedade de formas devido à necessidade de adaptação às diferentes características das aeronaves empregadas na operação de transporte.

Esses containers são regulamentados pela Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA), que estabelece padrões e diretrizes para o design, manuseio e segurança dos Dispositivos de Carga Unitária (ULDs), os quais incluem containers e pallets.

  • Rodoviário

Após o trajeto marítimo, os containers desembarcam nos portos e, em seguida, são transferidos para caminhões, que assumem a responsabilidade de transportá-los pelas estradas e rodovias até seus destinos finais.

O transporte rodoviário de containers é realizado por meio de caminhões especialmente adaptados para essa tarefa, equipados com chassis projetados para garantir a fixação segura dos containers durante o percurso.

Esse tipo de movimentação é comumente empregado para trajetos de curta e média distância, conectando portos, aeroportos e terminais ferroviários a locais de entrega finais.

Quais são os equipamentos utilizados na movimentação de containers?

Quais são os equipamentos utilizados na movimentação de containers?

Os equipamentos destinados à movimentação de containers englobam uma variedade de máquinas projetadas para transportar grandes volumes de mercadorias contidas em containers ao longo de diferentes rotas e áreas.

Seu principal objetivo é realizar o manuseio das cargas contidas nos containers durante as operações logísticas de forma prática e amparada.

Para atender a essa demanda, existem máquinas com distintas características e finalidades.

Abaixo, apresentamos alguns exemplos desses equipamentos especializados:

1. Empilhadeiras

As empilhadeiras servem para realizar o carregamento e descarregamento dos containers.

Elas conseguem transportar múltiplas cargas simultaneamente, podendo operar tanto horizontal quanto verticalmente.

Estes veículos são usados para empilhar e mover containers em áreas de armazenamento e em caminhões ou vagões de trem. Eles são caracterizados por braços extensíveis que podem alcançar e levantar containers em diferentes posições e alturas.

Existem diferentes tipos de empilhadeiras, como as empilhadeiras retráteis, ideais para ambientes internos e compactos.

As empilhadeiras patoladas, mais leves, exigem menos custos de operação e manutenção, enquanto as contrabalançadas são eficazes em ambientes externos e para longas distâncias.

2. Guindastes

Os guindastes são equipamentos com grande capacidade de suportar cargas pesadas e, por isso, possuem um papel importante na movimentação de containers. Ele possui diversos tipos, incluindo gruas, pórticos e munks.

Dentre eles, os pórticos são os mais empregados em terminais de carga. Instalados em estruturas fixas, esses grandes guindastes são projetados para movimentar containers de dentro e para fora de navios, garantindo eficiência e agilidade nas operações portuárias.

3. Transelevadores

Os transelevadores são dispositivos automatizados utilizados para transportar produtos por passagens estreitas, otimizando o tempo de estocagem e armazenamento em armazéns.

Eles são capazes de alcançar grandes alturas, aproveitando todo o espaço disponível para alocar e movimentar mercadorias durante as operações de entrada e saída.

4. Comboios

Comboio é um transporte ferroviário que consiste de vagões capazes de transportar grandes volumes de cargas, inclusive containers.

São muito utilizados para o deslocamento de vagonetas contendo diversos tipos de produtos e, além disso, destacam-se por oferecer uma alternativa confiável e de baixo custo para trajetos de média e longa distância.

5. Esteiras transportadoras

As esteiras transportadoras são soluções eficazes para agilizar a movimentação de mercadorias em ambientes logísticos de grandes dimensões.

Elas permitem o transporte contínuo e rápido de mercadorias, reduzindo o tempo necessário para movimentar produtos de um local para outro.

Ao automatizar o processo de transporte, as esteiras reduzem a necessidade de trabalho manual e mitigam danos aos produtos, além de diminuir os riscos de lesões aos funcionários.

Leia também: O que é pré-stacking na logística?

Esses são apenas alguns exemplos dos diversos equipamentos utilizados na movimentação de containers.

Cada um desempenha um papel importante na logística de transporte de mercadorias, garantindo que os containers sejam movidos de forma eficiente e segura em toda a cadeia de abastecimento.

Qual é a diferença entre movimentação e transporte?

Embora frequentemente usados como sinônimos, há uma distinção fundamental entre movimentação e transporte de cargas.

O transporte trata do deslocamento das cargas entre diferentes locais, abrangendo longas distâncias e uma variedade de modais, como rodoviário, ferroviário, marítimo, aéreo ou dutoviário.

Já a movimentação refere-se ao deslocamento das cargas dentro de um local específico, como armazéns ou centros de distribuição, abrangendo atividades em diversos estágios da cadeia de suprimentos, desde o recebimento até a preparação para o envio.

Porto de Santos recebe investimento e pode aumentar ainda mais a movimentação de containers

Porto de Santos recebe investimento e pode aumentar ainda mais a movimentação de containers

Recentemente, um evento noticiado destacou a importância da movimentação de containers na logística comercial atual.

A DP World, empresa do grupo DP World (Dubai Ports World) e operadora de um dos maiores terminais portuários privados do Brasil, anunciou um investimento de 250 milhões de reais para expandir suas atividades no Porto de Santos.

Esse investimento será destinado à expansão do terminal e à aquisição de 21 novos equipamentos de infraestrutura portuária, como guindastes, empilhadeiras e tratores.

Isso resultará no aumento da capacidade do terminal e, consequentemente, no aumento da movimentação de containers, visto que o Porto de Santos poderá receber e processar um volume maior de cargas de forma muito mais rápida e eficiente.

Com essa iniciativa, espera-se impulsionar a eficiência operacional e a competitividade do Porto de Santos, consolidando-o como um dos principais hubs logísticos do Brasil.

Essa expansão é fundamental para atender à crescente demanda do mercado de containers e para fortalecer a posição estratégica do porto na América do Sul.

Leia também: Porto de Santos: Conheça os terminais e o funcionamento!

Quais as vantagens dessa modalidade?

Se você chegou até aqui, certamente já percebeu muitas das vantagens que a movimentação de containers traz para a logística e o transporte de cargas.

Entre elas, podemos destacar como a movimentação otimiza a transferência entre diferentes modais de transporte e também como possibilita operações eficientes de carga e descarga, armazenagem temporária, consolidação e desconsolidação de mercadorias, a distribuição e coleta de produtos e até mesmo facilita os processos de inspeção de segurança e alfândega

No entanto, é importante lembrarmos da importância de realizar esses procedimentos corretamente.

Portanto, deve-se buscar uma empresa dedicada a executá-los da melhor maneira possível. Além de contar com profissionais altamente qualificados e equipamentos adequados para garantir a eficiência e a segurança em todas as etapas da movimentação de cargas.

 

Para isso, conte com a transportadora Decklog que está presente em Santos, oferecendo serviços de transporte rodoviário, Pré-Stacking, Terminal Redex, rastreamento de cargas, entre muitos outros!